quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

A FARRA VAI CONTINUAR? (by Marco Sobreira)

Entra governo e sai governo e algumas práticas não mudam nesse País, Agora mesmo estamos no inicio do período Dilma Rousseff e há sinais preocupantes na economia. Sabemos que o ex-presidente Lula não teve o menor pudor em aumentar irresponsavelmente os gastos públicos e agora o ajuste é necessário, estamos falando de cortes orçamentários da ordem de 60 bilhões de reais. Inflação em alta, déficit em conta-corrente e queda da produção e real supervalorizado são problemas  a serem enfrentados pelo novo governo.

Como se não bastasse, a tragédia que se abateu sobre a região serrana do Rio vai demandar só para começar, gastos já autorizados, da ordem de R$ 700 milhões e a reconstrução das cidades afetadas certamente custará aos cofres públicos bilhões de reais, isso sem levar em consideração os custos sociais e morais da perda de milhares de vidas, desabrigados e órfãos marcados para sempre pela brutalidade do que se abateu sobre eles.

As centrais sindicais pressionam por um aumento maior para o salário mínimo, os partidos da base aliada não dão sinais que vão abrir mão de seus espaços na administração pública, os parlamentares aumentaram seus próprios salários abusivamente, gerando gastos em cascata em todos os níveis do legislativo e que deverão ser acompanhados pelo Poder Judiciário. Pensão a ex-governadores, vetadas pela Constituição mas autorizada pelos estados completam a farra com o dinheiro público.

E é nesse cenário de absoluto desrespeito à população que paga uma das maiores cargas tributárias do mundo, que a Presidente autoriza liberação de R$ 645 milhões de reais para gastos publicitários neste ano. E aqui fica colocado explicitamente que a mídia vai continuar irrigada generosamente e que o culto à imagem da Presidente vai seguir o estilo Lula.

Foi noticiado hoje que não haverá contingenciamento das obras do PAC e  conhecendo nossos deputados e senadores, tenho certeza que não abrirão mão de suas emendas parlamentares,portanto mediante o que expus acima, imagino que mais uma vez os cortes atingirão a população naquilo que deveria ser o mais importante, ou seja, saúde, educação, segurança e infra-estrutura. Não vejo na Presidente , pelo menos até o momento, autoridade política para mudar o desastre que se avizinha. Queira Deus eu esteja enganado.

3 comentários:

  1. Mercia Maria Almeida Neves27 de janeiro de 2011 21:03

    Marcos nós nem a conhecemos, ela é filha de quem? lutou para quê? fez o que no governo do ex? foram apagaões, escândalos na eletrobrás, escândalos com Erenicessss, usam esses programas para fazer propaganda mesmo...alguém eles tem de enganar, ou não estariam no poder.Insistem em dizer, em propagar que o Brasil está crescendo com todos os indices mostrando ao contrário, as pessoas não se informam,e quem se informa, eles dizem que é Elite...
    Salários à parte,debaixo do nariz e com a conv~encia deles,pode ser vetado, o comentário infeliz que o ex falou foi: "era para ter sido meu" no G1, me faz o favor, que coisa asquerosa.Que cínico.É repugnante.Tenho dó das pessoas que votam neles..são aquelas que ficaram soterradas na regiõs serranas.
    De coração, tenho alma boa, não desejo o pior para meu país, desejo como você que ela drible não com a cartilha dele, estas situações.
    É a velha história propaganda é alma do negócio, é a alma do PT.

    ResponderExcluir
  2. morre, diabo, o inferno é o teu lugar, junto com toda corja do PSBD.

    ResponderExcluir
  3. PeTralhas, seguidores do Molusco, são assim. Ninguém quer trabalhar. Gostam de viver a custa do dinheiro dos outros. Aprendem isto no sindicalismo. E chegando ao poder aprenderam a se locupletar com o dinheiro dos nossos impostos. Fogo neles.

    ResponderExcluir